Que a gente pare de romantizar o sofrimento.

64844092_2555765871134457_2487062389694922752_o

Compartilho aqui um epifania que tive dia desses:

“Epifania de uma manhã de domingo: há tempos penso sobre isso, mas quando li o post abaixo, resolvi escrever.
Acredito que essa afirmação (assim como tantas outras de mesmo teor) é um desserviço para todos nós, pois ela afirma a nossa tendência cultural de validarmos somente aquilo que é sofrido, difícil.

Pensando racionalmente, exemplifico: – Se uma gaveta está emperrada, portanto, difícil de abrir, é porque algo está errado – existe algo impedindo a sua abertura. Se não houvesse impedimento algum, ela abriria facilmente. – Se a água da pia não está escoando, certamente é porque também tem algo entupindo a passagem. Se não houvesse impedimento algum, ela escoaria facilmente.

Ou seja, se está difícil, emperrado, entupido, é porque há algo errado e não o contrário.

Refletindo sobre isso, é realmente correto dizer que “Se está fácil é porque está errado”? Não vejo coerência alguma.

Então SIM: ‘Se está fácil é porque está certo.’ Aceitemos que as coisas podem sim ser fáceis e fluidas e não menos válidas por isso.

Mania de romantizar sofrimento? Aprendendo cada vez mais a não fazê-lo!”

*Texto by: Tati Girardi – junho/19

Abraços,

Tati Girardi 🙂
41 99244.2312
tatiana@espacodobemestar.com
Facebook
Twitter
Linkedin 

O que NÃO é coaching!
20 de setembro de 2019
22 de agosto de 2019
21 de agosto de 2019

Nenhum Comentário

Deixe um comentário.