Coaching: o que você precisa parar de fazer a si mesmo?

Captura de Tela 2018-05-07 às 6.01.00 AM

Tanto nos é dito e cobrado: o que devemos ser, como, quando. E o que precisamos de fato: PARARMOS e nos OLHARMOS internamente.

Abaixo um texto maravilhoso do Luiz Guilherme Prado para reflexão:

“A gente precisa parar

A gente cresce e aprende a ter medo de errar, medo de descansar, medo de dizer não.

Enfiam na nossa cabeça que é errado não falar 3 idiomas, não estudar 12h por dia, não gostar de academia, ter estria, respeitar o próprio sono, ou ser feliz sem ter outra “metade”.

Nos metem uns discursos motivacionais doentios, e quando a gente se dá conta, tá vivendo uma competição contra nem se sabe quem, carregando todo dia um sentimento de culpa, acreditando estar sempre despreparado, atrasado, e que nossos acertos nunca são suficientes pra apagar nossos erros.

A gente entra em um emprego duvidando da nossa capacidade, entra em um relacionamento acreditando ser uma pessoa difícil de amar.
Investe emocional amando pelos dois, e quando chega ao fim assume a culpa, procura dentro de si as razões e se convence delas.

A gente precisa parar de ser os nossos piores juízes.
A gente precisa parar de se automutilar, de se pôr no débito.

A gente precisa entender que somos seres individuais, que saímos de lugares diferentes, que crescemos em famílias diferentes, que vivemos traumas diferentes, e que somos o fruto de um trajeto único, impossível de se comparar.

A gente precisa entender que somos seres humanos, que erram, e que tá tudo certo, porque é da nossa natureza, e não adianta se culpar por isso, nem querer voltar no tempo, sabe por quê?
Porque naquele momento você tomou a melhor decisão possível, e tomaria a mesma decisão de novo se voltasse.

A gente precisa parar com essa necessidade de justificar as nossas atitudes pra outras pessoas, porque elas só entendem o quê elas querem, ou quê a percepção delas deixa. E nisso você gasta sua energia, seu humor, ou desiste de algo que te faz feliz.

A gente precisa perder o medo de dizer não, de aceitar relacionamentos medianos, e de perder pessoas por querer ser quem você é.
Você não vai perder ninguém.
Simplesmente quem é de mentira vai embora, e vai abrir espaço pra quem te aceita entrar.

A vida é uma só.
Seja mais bondoso consigo.
Se perdoe mais.
Se escute mais.
Se construa todo dia, um pouquinho de cada vez, se reconhecendo, se elogiando, dando valor as pequenas conquistas.

Você não é a sua falha.
Você não é o seu erro.
Você não é o seu choro.
Você não é a sua depressão pelo passado.
Nem a sua ansiedade pelo futuro.

Você é um conjunto é muito maior.

Com genialidades e forças que nem você sabe o tamanho ainda.

Você não tem que querer ser aceito por outras pessoas, você tem que querer ser aceito por você.
E isso é o suficiente.
Às vezes a gente precisa esquecer o que a gente quer, pra entender o que a gente merece.”

 

E você, o que precisa parar? Um processo de coaching pode te ajudar nesse caminho.

Entenda melhor o que é Coaching

Abraços,

Tati Girardi 🙂
41 3528.2312
41 99244.2312
tatiana@espacodobemestar.com
Facebook
Twitter
Linkedin

11 de setembro de 2018
11 de setembro de 2018
11 de setembro de 2018

Nenhum Comentário

Deixe um comentário.